2018coqueteis 2018Lorena Improta

Coquetel 2018 #2205

4 de junho de 2018 — por Limone0

main

2018coqueteis 2018Lorena Improta

Coquetel 2018 #2205

4 de junho de 2018 — por Limone0

Coquetel com Lore Improta

Hello mores..

Quero começar esse posts com 2 palavras AMOR FALSO!

“E parabéns pra você
Que me fez entender
Que minha paixão não é você
Obrigado por demonstrar esse amor falso” 🎵

Trilha sonora do nosso coquetel a maravilhosa Lore Improta dançou muito e conquistou geral com seu humor, carisma e simpatia.

Nem preciso dizer que foi um tiro atrás do outro e look baphônico é o que não faltou. Teve body metalizado com calça xadrez, moletom cropped pink, conjuntinho estampado superconfortável, dress bem coladinho com mix de estampas xadrez + florido, e  aquele  dress pretinho nada básico que não pode faltar!

Dj Mayara Leme arrasou tanto na playlist que ela nem conseguia ficar parada e desfilar

Resumo: quebrou tudo e ganhou nossos corações né mores ♥

Gravamos para o canal e a loira abriu o coração e contou sobre sua trajetória na dança, falou sobre preconceito, inspirações, projetos e sua relação com a moda.

Limone: Sobre sua trajetória na dança:

Lorena: Quando eu era pequena, tenho vídeos com um ou dois aninhos dançando o “É o Tchan”, mas eu nunca tinha feito nada de dança, minha mãe foi me inscrever na aula de balé e eu disse que era muito devagar e decidi fazer karatê. Eu fiz 12 anos de karatê e nunca fiz nada de dança. Depois que cresci, fiz um ano de jazz, porque era mais agitado do que balé e nisso, antes de fazer jazz eu entrei no grupo da Carla Perez, ela tinha um grupo infantil e fiquei dançando com a Carla durante seis anos. Em seguida eu entrei para o jazz. Minha escola de dança foi a Carla, eu aprendi a dançar com ela. Tem muito essa questão do dom, a gente nasce com o dom de algo e eu acredito que nasci com esse dom da dança e fui aprimorando. Hoje eu não tenho uma história linda na dança, de ter estudado tantos anos, não, simplesmente aconteceu. Veio o Fit Dance, o Domingão do Faustão, o show da Lore, meu canal no Youtube onde eu gravo minhas coreografias. Eu nunca me imaginei criando coreografias porque eu nunca estudei para fazer coreografias, só que vem uns insight e acontecem, e está dando supercerto, graças a Deus.

Limone: E quem você se inspira?

Lorena: Eu me inspiro na Carla Perez, pelo que convivi com ela durante vários anos. Me inspiro na Scheila Carvalho, mas hoje em dia quem eu assisto muito é a cantora Beyonce, porque vejo muita força nela em relação a dança, ao canto misturado. E Jennifer Lopez, por quem sou apaixonada por tudo, ela é atriz e eu acho ela linda demais. Sou muito fã, mas minha vida foi construída na questão da Carla e Scheila, de vê-las dançando no É o Tchan.

Limone: Sobre o Show da Lore:

Lorena: O show da Lore nasceu ano passado, quando estava no Faustão, quando tinha saído do Fit Dance, e eu fiquei alguns meses sem fazer vídeo para o canal do YouTube. Com isso meus fãs começaram a me cobrar pela ausência no YouTube. Eu estava trabalhando com dança ainda, mas não estava conseguindo atingir meus fãs. Eles não queriam me ver só no domingo na TV, eles queriam que eu aparecesse no YouTube, porque era uma rotina que eles acompanhavam alguns anos. E eu decidi, através de ideias dos meus fãs, dançar sozinha no meu canal, depois coloquei os meninos para dançarem comigo, e os fãs começaram a pedir para me ver mais. Como sou publicitária, pensei em alguns projetos e surgiu o “Show da Lore”, que é uma junção de dança, com comunicação com meus fãs, pra levar alegria mesmo. Não são danças perfeitas, com técnicas, mas colocamos efeitos especiais. O intuito mesmo é levar alegria para as pessoas. E começamos a rodar o Brasil, estamos com os shows parados já tem alguns meses, pois estamos pensando em outro projeto, e tivemos que parar esse show para pensar esse outro projeto. Esperamos que em outubro ele esteja de volta.

Limone: Você passou por preconceito ou ainda passa? E como não deixar a dança vulgar?

Lorena: Sempre teve esse preconceito, mas agora está um pouco melhor, principalmente na Bahia, para quem não conhece, lá tem muitas bandas de pagode. Existia um preconceito muito grande pois as pessoas achavam vulgar, enfim, e quando comecei a dançar, tinha apenas nove anos de idade, eu viajava com a Carla Perez, então meu pai se preocupava muito. Eu tive um cuidado de pai, por ser filha única, ele se preocupava com a roupa que eu usava, como eu iria me portar, ele tinha esse medo. A questão do preconceito eu nunca sofri, porque nunca me senti incomodada de dizer que sou dançarina. Algumas pessoas ficam sem entender como funciona meu trabalho e tem algumas dúvidas, mas não chega a ser preconceito. Eu não passei por isso, porque eu sinto que não danço com vulgaridade. As pessoas falam muito isso, porque quando eu danço eu levo muita alegria. A pessoas falam que a minha energia transcende através do vídeo, e eu vejo comentários ate hoje, falando que eu não danço nada vulgar e isso me motiva muito. É com amor que faço as coreografias e as vezes nem faço tão elaborada, mas eu me sinto tão bem dançando ela, que deixo como está. Preconceito nunca sofri graças a Deus, eu tive um cuidado de família que é normal, e tive curiosidade das pessoas em sabem como funciona meu trabalho, porque é uma coisa nova no Brasil. Eu acho esse movimento superbacana, porque está tirando pessoas de dificuldade, tristeza profunda e levando pessoas para academia, incentivando as pessoas a dançar e se cuidar. Hoje eu consigo ver meu trabalho muito bem representado, e eu estou muito feliz com o que estou fazendo. Vem acontecendo e Deus vem abençoando, meus fãs vem acreditando em mim e está dando muito certo.

Limone: Sua relação com moda:

Lorena: Eu nunca fui ligada com a moda, de entender tendências. Eu vou muito para o confortável, eu gosto de me sentir bem com a roupa que estou usando. Me sentir poderosa quando é para se sentir poderosa, mulherão, mas ao mesmo tempo eu sempre prezo muito pelo conforto, principalmente nos meus shows e vídeos de dança, nas presenças vip, estou sempre tentando ficar confortável. Claro que a gente busca uma coisa bonita mas que eu me sinta bem. Hoje tenho um estilista que me acompanha, que é o João Caldas, ele trabalhava em loja, fez a faculdade de moda e hoje tem a loja dele, nós crescemos juntos. Então ele já sabe cada detalhe do que eu gosto e do que eu não gosto, como funciona. Se vocês repararem, hoje fiz todo o desfile de bota, porque o sapato alto me incomoda muito. Eu não gosto que nada me tire o humor, porque eu prefiro levar energia para as pessoas e não gosto de ficar incomodada com os pés doendo. Todos esses detalhes contam muito. Ele tenta passar um pouco de moda pra mim, as referências e tudo mais, porque querendo ou não estou inserida nesse meio e eu faço muitos eventos e campanhas e sou referencia para algumas pessoas. Os fãs pedem para mostrar o look do dia. Eu acho massa as meninas trabalham com moda. Eu falo que as roupas que uso não é tendência em lugar nenhum, gosto de camisetão e sneaker e eu não estudo moda, não procuro saber, mas amo preto, acho que deixa chique e arrumado para qualquer ocasião. E na maioria das vezes estou de preto, eu amo.

Limone: Quais objetivos você busca no futuro. Tem algum sonho que não realizou?

Lorena: Eu até sonho mas não coloco como objetivo, deixo as coisas fluírem na minha vida. Eu sou muito apegada a Deus e falo com Ele que o que tiver que acontecer que Ele ilumine meu caminho, e funcione da maneira que Ele escrever para mim. Pois tenho medo de me frustrar, de criar expectativa numa situação e não conseguir alcançar aquilo ali, porém, se tenho uma coisa na cabeça, vou com unhas e dentes para alcançar o meu objetivo. Mas eu não tenho objetivos traçados como querer fazer uma campanha de tal loja, um canal específico. Na minha vida as coisas vão surgindo. Eu via as meninas blogueiras vindo para a Limone e pensava “Poxa um dia estarei lá”, mas eu não fico atrás procurando para conseguir uma Presença. Eu penso “Um dia vou fazer isso”, “Eu quero fazer aquilo”, mesma coisa foi no restaurante Paris 6, eu chegava para comer e falava “Um dia vou ter um prato com meu nome nesse cardápio”, então do nada, aconteceu de eu ser convidada. São coisas pequenas, mas eu falava “Um dia vou fazer uma campanha no exterior”, e acabei de fazer uma campanha bem linda lá. São coisas que eu penso mas não busco. Eu deixo muito nas mãos de Deus. As coisas acontecem quando Deus acha que estou pronta e que eu mereço aquilo.

Limone

Com modelos exclusivos inspirado nas principais capitais da moda, nós da grife Limone, levamos até você tudo o que há de novo para arrasar em todas ocasiões. Você pode conferir toda a coleção da Limone Modas no site www.limonemodas.com.br e também nas redes sociais!

Deixe um Comentario

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios são marcados com *